ARIPUANÃ, Terça-feira, 27/02/2024 -

NOTÍCIA

Polícia Civil prende membros do Comando Vermelho e apreende drogas e armas de fogo em Juína

Um dos criminosos estava com mandado de prisão em aberto

Data: Segunda-feira, 12/02/2024 11:25
Fonte: JUÍNA NEWS

Ao começar a investigar uma provável ação de vingança de integrantes da organização criminosa Comando Vermelho, relacionada a morte do adolescente Marcos Brenner, o “Perninha”, que tentou matar seu desafeto e acabou sendo morto, uma equipe da Delegacia de Polícia Civil de Juína acabou desbaratando um grande esquema de distribuição de drogas na cidade na quinta-feira (08).

O ponto de partida da investigação, pautada na denúncia de que integrantes da referida facção estavam se mobilizando para eliminar a família de Luan do Ouro, foi o monitoramento da residência de João Vitor Ribeiro, vulgo “Vitin CPX”, na Rua Olavo Inácio Henz, no módulo 05. Ele seria o responsável para dar suporte especialmente a presença, em Juína, de Hércules Kollenberg, vulgo “Barbaridade”, saído recentemente da prisão de São José do Rio Claro, onde fora preso com drogas e com uma arma calibre 22.

Ao monitorar os movimentos de João Vitor, os policiais encontraram duas outras residências ligadas à distribuição de substância análoga a maconha - numa delas o achado foi de dois quilos - e dois revólveres calibre 38, Taurus, com numeração suprimida. A primeira a fazer parte do esquema está na Rua Sirienas,

Na Rua Xavante, no módulo 06, os policiais civis descobriram o paradeiro de Hércules, o Barbaridade, e prenderam, além deste, que resistiu a ordem de prisão, os suspeitos André Gustavo Neves da Silva, morador no local, e João Victor Ribeiro de Oliveira, procurado por tráfico de drogas e organização criminosa. No veículo com o qual chegaram ao local, mais droga à semelhança de maconha foi encontrada.

Todos os envolvidos foram presos e o material apreendido encaminhado para a Delegacia, segundo registro do Boletim, que chama a atenção para um destaque ilustrativo da dor vivenciada por familiares dos adolescentes e jovens que se envolvem com a criminalidade. A mãe do menor apreendido revelou sofrer com a situação, mas não denunciou o filho por medo de retaliação.

Com as descobertas e prisões, a Polícia pode ter evitado mais um episódio de assassinatos relacionado às facções que operam de maneira preocupante na cidade, uma vez que os envolvidos têm relação com a denúncia de vingança pela morte de Marcos Brenner inclusive com a participação de faccionados do Comando Vermelho de outros lugares. Um deles, o Barbaridade.