ARIPUANÃ, Terça-feira, 27/10/2020 -

NOTÍCIA

Pesquisa: 54% dos diabéticos nunca ouviram falar de retinopatia diabética

Data: Quinta-feira, 08/10/2020 12:30
Fonte: Samantha Cerquetani/ VivaBem

Uma pesquisa, realizada pelo Ibope e encomendada pela Bayer, apontou que 54% dos participantes que tinham diabetes nunca ouviram falar na retinopatia diabética. E o número sobe para 63% em pacientes que estão no SUS (Sistema Público de Saúde). Participaram da pesquisa online 2.000 pessoas com idade acima de 16 anos, de regiões de todo o país.

A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira em pessoas com idade entre 20 e 74 anos, de acordo com a SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes). Geralmente, esse problema de saúde acontece devido a glicemia mal controlada. Isso danifica os vasos sanguíneos da retina e estimula o crescimento desordenado de novos vasos, que podem se romper com facilidade. Se o sangue vazar para a retina e para a parte interna do olho, afeta a visão.

Outros fatores de risco da doença são hipertensão, colesterol alto, consumo de álcool, tabagismo e gravidez associados ao diabetes, além da apneia obstrutiva do sono.

Outro dado divulgado pela pesquisa aponta que, apesar do desconhecimento da retinopatia diabética, 41% dos pacientes indicaram a perda de visão como seu maior medo.

Diabetes e a cegueira evitável

Se as alterações que ocorrem devido à retinopatia diabética não forem detectadas a tempo, a visão da pessoa com diabetes pode ficar bastante comprometida. A doença pode atingir a área central da retina, a mácula, responsável pelos detalhes da visão, causando o edema macular diabético (EMD).

Surgem sintomas como visão embaçada, diminuição da capacidade de identificar o contorno e a forma dos objetos, visão distorcida ou dificuldade para diferenciar cores.

O EMD afeta, em média, 10% dos pacientes com diabetes tipo 1 e 2 no mundo. Estima-se que mais de 90% dos pacientes com tipo 1 terão algum grau de retinopatia após 20 anos com a doença. Já naqueles com o tipo 2, a porcentagem é de 60%.

O diagnóstico e o tratamento precoce são fundamentais para que não ocorra a perda de visão. O acompanhamento médico também é necessário para prevenir a cegueira —a pesquisa também destaca que um quarto dos pacientes com diabetes nunca foram incentivados por seu médico a avaliar a retina.

E apenas 66% afirmaram ter realizado algum exame para checar se tinham alguma doença ocular relacionada ao diabetes. A maioria que deu resposta positiva se encontra na saúde suplementar (76%), isto é, tem plano de saúde.

Além de exames preventivos, algumas atitudes do dia a dia são essenciais para manter a saúde ocular de quem tem diabetes. A recomendação é realizar atividade física regular, manter uma alimentação saudável, fazer o acompanhamento médico e controlar o diabetes.

Outro problema ocular merece atenção

O envelhecimento é um dos grandes responsáveis pelas doenças da retina que levam à cegueira. É o que ocorre com a degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

A pesquisa revelou que 74% dos participantes disseram que nunca ouviram falar em DMRI. E 65% deles possuem 55 anos ou mais, que é a faixa etária mais acometida pelo problema.