ARIPUANÃ, Segunda-feira, 13/07/2020 -

NOTÍCIA

Juína poderá aderir ao lockdown caso a população não colabore, diz prefeito

Aumento de casos da Covid-19 acende alerta no município que tem 3 óbitos da doença, além de denúncias de festas e aglomerações

Data: Sexta-feira, 26/06/2020 15:28
Fonte: JUÍNA NEWS

Diante do aumento assustador dos casos da Covid-19, o Ministério Público Estadual (MPE) representado pelo promotor de justiça, Marcelo Linhares enviou ao chefe ao prefeito municipal da cidade de Juína, Alitr Peruzzo, uma notificação recomendatória sobre uma nova quarentena de fechamento de alguns órgãos públicos e comércios que não se enquadram como sendo de extremas necessidades.

Na notificação o promotor de justiça levou em consideração o afrouxamento das normas de segurança das medidas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e também várias denúncias de festas e confraternizações com um número elevado de pessoas, o que causou ainda mais preocupação ao representante do MPE, onde em algumas denúncias que chegaram a informação é que em alguns distritos da cidade como por exemplo, Fontanillas, foram realizadas algumas festas clandestinas sem quaisquer preocupações de normas de segurança, como também o número elevado de pessoas que estão frequentando a ilha do rio Juruena, e se não bastasse houve um evento de provas de laço com pessoas que vieram de outras cidades para a competição, e festas de aniversários em residências particulares com aglomerações.

Procurado pela reportagem do Juína News o prefeito Altir Peruzzo,  disse que é perceptível que houve um relaxamento por parte da comunidade, onde após um longo período de tranquilidade houve um número crescente de casos do Coronavírus na cidade, que ocorreu no início desta semana, que serviu como um indicador da necessidade de se reunir e reorganizar novas medidas, a fim de que se diminua os casos, evitando as aglomerações e aumentando o distanciamento entre as pessoas, fator que havia sido positivo desde o primeiro momento em que houve a quarentena na cidade,  quando a população colaborou e Juína havia ficado em uma situação até confortável, porém a atual situação coloca o município em estado de alerta.

Peruzzo ressaltou que os casos de contágio do Coronavirus vêm crescendo no estado todo, onde muitas cidades já aderiram ao lockdown, onde o governo do estado emitiu em  novos decretos estabelecendo a classificação de risco dos municípios conforme o aumento de novos casos que surgiram no decorrer do mês de junho, e obriga os municípios a tomarem novas medidas a fim de se evitar a propagação do vírus, onde na notificação, o promotor de justiça sugere que alguns comércios voltem ao sistema do atendimento delivery. Hoje, aconteceu uma importante e decisiva reunião do executivo e a equipe técnica do COE, para a tomada de decisões que entrarão em vigor na próxima segunda-feira dia 29, através de um novo decreto municipal possivelmente com medidas mais rígidas.

O prefeito Atir ressaltou ainda que já era previsto o aumento de propagações do vírus e o aumento de casos de contágio, uma vez que as medidas de segurança que deveriam ser tomadas pela população não vêm sendo cumpridas de forma correta, sendo necessário mais empenho da população em assumir o grau de responsabilidade da mesma forma em que assumiram no início do surgimento da pandemia, onde somente desta forma se possa controlar e diminuir o contágio que cresceu assustadoramente nos últimos dias.

Lockdown

Sobre a questão do lockdown, o prefeito foi enfático em dizer que será feito todo um trabalho para evitar que isso ocorra, pois seria uma medida ainda mais extrema de restrição das atividades, o que no ponto de vista do chefe do executivo, não é recomendável para lugar algum, porém, só se conseguira evitar a medida somente com a colaboração de todos durante o período de restrição menor, caso contrário, o grau de contaminação e ocupação do espaço preparado para receber os pacientes portadores do Coronavírus, levará a medida de adoção do lockdown, sendo que o momento será de escolha para a população de colaborar, ou deixar que medidas ainda mais rígidas sejam tomadas.

Leitos da Covid-19

O prefeito Altir Peruzzo falou ainda sobre os 19 leitos existentes, sendo 06 cadastrados como leitos de U.T.I, onde ainda se pode aumentar até para 12, o número de leitos com respirador mecânico, sendo que no momento o centro preparado para tratamento do Coronavírus conta com três paciente internados, sendo que mais 07 pacientes se encontram internados na U.P.A e em hospitais particulares onde aguardam por resultados de exames. Segundo o prefeito, os pacientes internados no centro de tratamento para o Coronavírus podem variar ligeiramente de uma hora para outra, ou seja, o número pode aumentar com surgimento de novos, casos, como também diminuir com a alta de alguns pacientes.