ARIPUANÃ, Sábado, 14/12/2019 -

NOTÍCIA

Aripuanã: Escola Dom Franco Dalla Valle revitaliza biblioteca em Conselvan

Data: Sábado, 16/11/2019 23:41
Fonte: TOPNEWS com Assessoria

A leitura é ferramenta de inclusão social em nossa sociedade, e preocupados com as condições da biblioteca da Escola Estadual Dom Franco Dalla Valle, no distrito de Conselvan, a 80 km da sede do município de Aripuanã, a técnica de biblioteca Leiliane Gomes e o professor de geografia Luciano Demazzi, realizaram um projeto de revitalização da biblioteca existente.

Conforme os idealizadores do projeto, a ideia era melhorar o ambiente de leitura, onde através de doações da mão de obra e material, foram feitas 08 prateleiras de madeira, foi pintado uma caixa de lápis de cores na parede do fundo, para colorir e dar vida ao espaço, um tapete grande no chão da sala. Além duas rifas de cestas de presente, que contou com apoio da gestão escolar, onde o diretor José Cangerana acompanhou e deu total apoio ao projeto.

“Esse projeto houve muita dedicação, onde todos não mediram esforços para poder estruturar o espaço, para os alunos terem um canto de leitura e adquirirem mais conhecimento. Tudo realizado com registro em livro de entrada e saída, onde o objetivo maior é auxiliar a comunidade escolar, já que no distrito de Conselvan não há nenhuma biblioteca publica”, destacou a professora Leiliane.

Ainda conforme a Leiliane, com a revitalização da biblioteca, os alunos demostraram tem mais vontade e animo de leitura, onde valeu a pena todo o sacrifício. Recentemente foi feito uma gincana para arrecadar livros, no qual resultaria na turma de alunos que mais arrecadassem, ganharia um dia de lazer no balneário local, com todas as despesas pagas, contemplando dessa forma turma do Primeiro Ano C, da professora Elaine.

Os idealizadores aproveitaram para agradecer a participação desde o início de todos os envolvidos, para que biblioteca fosse revitalizada. “Os alunos, os professores, a parceria privada e os colaboradores. Isso só revalida o modelo adotado de transparência da instituição escolar com a comunidade. O projeto não para por aqui, estamos solicitando mais livros de leitura e contamos com o apoio da população em geral”, enfatizam.