ARIPUANÃ, Sábado, 20/04/2019 -

NOTÍCIA

Bombeiros encontram 11º corpo nos escombros do desabamento na Muzema

Militares retiraram dos escombros o corpo de uma mulher na manhã desta segunda-feira (15).

Data: Segunda-feira, 15/04/2019 12:10
Fonte: Por Fernanda Rouvenat e Diego Sarza, G1 Rio e GloboNews
Foto: Fernanda Rouvenat

Os bombeiros encontraram, na manhã desta segunda-feira (15), o corpo de Antônia Sampaio, de 31 anos. Ela é a 11ª vítima da queda dos prédios na Muzema, Zona Oeste do Rio. Os imóveis caíram na sexta-feira (12). Trata-se do corpo de uma mulher.

Durante o processo de retirada do corpo dos escombros, um homem que acompanhava o trabalho dos bombeiros se desesperou – era o filho da vítima.

As buscas nos escombros entraram no quarto dia na manhã desta segunda. Já são 11 mortos e os bombeiros trabalham com o número de pelo menos 14 desaparecidos.

No fim da noite de domingo (14), os militares encontraram o corpo de Maria Abreu, mãe de Érica, que deu entrevista no dia do desabamento. Os vizinhos contaram terem ouvido os gritos da vítima sob os escombros no dia da tragédia. A família confirmou a identificação.

Bombeiros fazem buscas em escombros pelo quarto dia seguido na comunidade da Muzema, no Rio — Foto: Reprodução/ TV Globo

Bombeiros fazem buscas em escombros pelo quarto dia seguido na comunidade da Muzema, no Rio — Foto: Reprodução/ TV Globo

O trabalho de busca é feito com a ajuda de cães farejadores e também com as informações dadas pelos moradores da área. No começo da manhã, bombeiros permitiram que os moradores de algumas das residências interditadas entrassem para retirar itens como roupas, remédios e até animais domésticos.

Os bombeiros deverão trabalhar sob chuva. De acordo com o Centro de Operações Rio, a cidade continuará com tempo chuvoso.

 

Ventos em altos níveis da atmosfera em conjunto com o transporte de umidade do oceano para o continente manterão o tempo instável na cidade hoje. O céu ficará predominantemente nublado, com chuva fraca a moderada isolada no período da manhã e pancadas de chuva isoladas a partir da tarde.

A 16ª DP (Barra da Tijuca) investiga as causas do desabamento e tenta identificar os responsáveis pela construção. As vítimas deverão ser ouvidas pelos policiais, mas apenas quando estiverem em condições de prestar depoimento.