ARIPUANÃ, Terça-feira, 27/10/2020 -

NOTÍCIA

ARIPUANÃ: Policia suspende busca aos assaltantes do BB.

Data: Quinta-feira, 18/03/2010 00:00
Fonte:

Redação:topnews

A polícia militar e o BOPE suspenderam as operações de busca no distrito de Conselvan, a fim de prender os assaltantes do banco do Brasil de Aripuanã. Apenas são mantidas blitz e barreiras com o objetivo de apreender as armas usadas no assalto, e se possível mais algum envolvido.

Foram presos alguns moradores da região que confessaram envolvimento no assalto, dando cobertura a fuga, fornecendo água e alimentação ao bando. Essas pessoas indicaram o possível esconderijo dos assaltantes. Os policiais entraram na mata e chegaram a esse local, porém os bandidos já tinham se evadido a uns cinco ou seis dias. O esconderijo foi bem organizado. Barricadas de pedras e fendas nas rochas serviram de esconderijo e de trincheira para eles alvejarem policiais num possível confronto. No local foram encontrados lixo, embalagens de alimentos e indícios de fogueiras. Segundo o Major Pereira possivelmente ali mesmo eles dividiram o dinheiro, e saíram da mata, um de cada vez, para não levantar suspeita. Provavelmente sem as armas, que podem estar escondidas na mata. Acredita se também que alguns deles possam estar ainda na região de Aripuanã, esperando para recuperarem essas armas, que por ter auto poder de fogo tem valor elevado no mercado clandestino.

Segundo o delegado da policia civil de Aripuanã, as investigações estão bem adiantadas os seis assaltantes que invadiram a agência já foram identificados. Essas investigações ocorrem em sigilo, mas o delegado em entrevista a uma TV local adiantou que os assaltantes são da capital do estado e da região nordeste. Em um curto espaço de tempo pode ser pedida a prisão dessas pessoas. Através das investigações a policia também descobriu todo o plano de ação do bando. O delegado também comentou que em nenhum momento a polícia Civil foi comunicada oficialmente de que a agência da cidade era um provável alvo de assaltos, como foi comunicado pela polícia militar em Juina.
Na época o serviço de inteligência do banco do Brasil avisou a polícia militar que as agências de Juina, Juara e Aripuanã poderiam ser alvo de assalto.

O major pereira salientou o bom trabalho realizado pelas policias civil e militar, pelo BOPE e pelo Grupamento Aéreo. Finalizou falando da importância do apoio da população que fizeram diversas denuncias anônima e deram total apoio para que se identificassem esses marginais e para que possivelmente eles venham a ser presos.