ARIPUANÃ, Domingo, 24/06/2018 -

NOTÍCIA

Tite não garante mesma escalação na estreia e elogia Neymar: "Não sei o limite"

Apesar da boa atuação, treinador não assegurou repetir os 11 que atuaram na vitória sobre a Áustria, por 3 a 0, e enalteceu o desempenho do camisa 10

Data: Domingo, 10/06/2018 17:50
Fonte: Globo Esporte/ Por Alexandre Lozetti e Edgard Maciel de Sá, Viena, Áustria

 vitória do Brasil sobre a Áustria por 3 a 0, neste domingo, em Viena, no último amistoso antes da Copa do Mundo, agradou bastante a torcida brasileira. Apesar da boa atuação da Seleção, o técnico Tite não garantiu a mesma escalação para a estreia na Copa.

- Na sexta falo o time. Agora estou na adrenalina. Não tenho como praxe adiantar assim o time. A derrota te ensina. Se a gente perde para a Áustria, teria uma desculpa. A concentração competitiva desses atletas é elogiável. Eu falei com a arbitragem. Eles se concentraram em jogar. Hoje essa equipe deu um exemplo e de que está amadurecendo. Veio para um jogo de contato e teve um grande desempenho - disse Tite em entrevista coletiva após o jogo.

- Eu não posso assegurar a equipe, ainda estou absorvendo o jogo
Tite elogiou a atuação do Brasil na vitória sobre a Áustria por 3 a 0 (Foto: Leonhard Foeger/Reuters)

Tite elogiou a atuação do Brasil na vitória sobre a Áustria por 3 a 0 (Foto: Leonhard Foeger/Reuters)

O desempenho de Neymar na partida foi enaltecido pelo treinador. Tite afirmou que ainda sente algum receio de problemas musculares, mas elogiou a inteligência do jogador dentro de campo e a capacidade de definição.

- Eu não sei nem o limite do Neymar. A capacidade técnica e criativa dele é impressionante. Quando o acionamos no último terço do campo, ele é letal. Mas ainda vai oscilar até no último lance de participação. Eu disse para ele: "Abriu, finaliza". Depois fiquei com medo de algo muscular e fiz a substituição.

Tite elogiou o desempenho de Philippe Coutinho atuando centralizado (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Tite elogiou o desempenho de Philippe Coutinho atuando centralizado (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Tite também destacou a intensidade e a capacidade de mobilidade da Seleção. Na visão do treinador, esse atributo provoca cansaço no adversário e oferece uma maior possibilidade de garantir a vitória, principalmente na segunda etapa da partida.

- O adversário vai cansar diante da mobilidade que essa equipe tem. Aí, os jogadores tiram proveito disso. 60% dos gols da nossa equipe são no segundo tempo. Essa equipe é muito móvel e tem que saber tirar proveito disso.

Outros pontos da coletiva de Tite:

  • Estreia

- Contra a Suíça, vamos começar a pensar agora. Temos uma forma de jogar. Não mudamos nosso jeito de jogar se formos jogar contra a Alemanha. Tentamos que repetir nosso padrão. Quando tiver pressão, o nosso jogador vai encontrar soluções.

  • Número de gols

- Em relação ao número de gols, vou falar o seguinte: os jogadores abrem mão do gol. Não é uma relação de profissionalismo, é uma relação de amizade. Mas se deixar de fazer o gol vai tomar uma dura.

  • Condições médicas

- O médico vai trazer detalhes a respeito do Fred. A previsão é que já está legal e pronto para treinar conosco. O Renato, se fosse jogo de Copa, teria ido para o banco. Deixo o Neymar para o jogo para pegar ritmo. Mas se dá um problema? Fui deixando ele mais um pouquinho. É importante ele estar jogando. Mas teve o momento que falei: "chega". Eu ficaria com peso na consciência se houvesse algo.

  • Philippe Coutinho

- Vai se desafiando e evoluindo. No Liverpool, ele jogou bastante assim. Para mim, ele pode jogar nessa posição (centralizado).

 
Tite elogiou o desempenho de Philippe Coutinho atuando centralizado (Foto: Leonhard Foeger/Reuters)

Tite elogiou o desempenho de Philippe Coutinho atuando centralizado (Foto: Leonhard Foeger/Reuters)

  • Intensidade nos treinos

- Se a forma com a qual trabalhamos, por vezes, provoca muito contato, se eu tivesse optado por treinos mais "light", talvez não Fred e Renato não tivessem se machucado, mas o preço que se paga pela excelência é a rotação alta - afirmou.

  • Coletividade

- Sentimos orgulho de saber que ajudamos a equipe. Quando o Sylvinho vem aqui falar, não é que o técnico não quer falar. É para mostrar que há toda uma equipe. Tem um trabalho por trás. É quando o Neymar faz o gol e vai abraçar o Rafa.

Tite destacou que há um bom trabalho de toda a equipe por trás do bom desempenho da Seleção (Foto: JOE KLAMAR / AFP)

Tite destacou que há um bom trabalho de toda a equipe por trás do bom desempenho da Seleção (Foto: JOE KLAMAR / AFP)

  • Tite e Sylvinho falam sobre a expectativa criada sobre a Seleção

- Não tenho resposta. Geramos essa boa expectativa... é bom. Vamos nos desafiar. É bom. Só um detalhe. Começa agora uma nova etapa. Eu me olhei antes do jogo no espelho e disse: "Adenor, não fica pensando na estreia da Copa" - disse Tite.

- É uma construção do nosso trabalho, pouco a pouco - destacou Sylvinho.

 
Tite e Sylvinho preferem focar em cada etapa no caminho da Seleção na Copa (Foto: Alexandre Lozetti)

Tite e Sylvinho preferem focar em cada etapa no caminho da Seleção na Copa (Foto: Alexandre Lozetti)

  • Maria Esther Bueno

- Eu fiquei tão assim antes do jogo que não sabia da morte da Maria Esther Bueno ontem. Houve uma homenagem muito bonita no telão. Fica aqui aos familiares nossos sentimentos.