ARIPUANÃ, Sexta-feira, 20/07/2018 -

NOTÍCIA

CIPEM e empresários dialogam para aprimorar gestão do setor florestal em Mato Grosso

Data: Terça-feira, 10/04/2018 10:39
Fonte: TOP NEWS com Assessoria de Comunicação CIPEM/ Daniela Torezzan

Mais de 100 empresários do setor florestal da região noroeste de Mato Grosso participaram, na última semana, de reuniões promovidas pelo Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (CIPEM) em parceria com o Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (SIMNO) e Sindicato das Indústrias de Laminados e Compensados do Estado de Mato Grosso (SINDILAM). A agenda faz parte do Programa de capacitação em gestão florestal que tem como objetivo melhorar o conhecimento e as práticas do setor e, consequentemente, o atendimento da legislação, bem como a alteração da mesma, caso seja consenso.

Ao todo foram realizados quatro encontros em cidades polo: Juína, Juruena, Colniza e Aripuanã, incluindo a participação de empresários florestais dos municípios de Brasnorte e Cotriguaçu também. Nesta primeira etapa, a equipe do CIPEM ouviu os empresários do setor sobre as dificuldades, problemas e dúvidas enfrentados no dia a dia da atividade. Essas informações vão subsidiar a realização das próximas etapas do Programa, que prevê a realização de um workshop, com a participação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA-MT), da Associação Mato-grossense dos Engenheiros Florestais (AMEF) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Ao final, será elaborada uma cartilha multimídia com as principais orientações e informações para o setor.

“Diante das dificuldades enfrentadas pelos industriais da base florestal, atualmente se faz necessário revisar procedimentos e normas. Um setor que claramente concilia sua produção com a manutenção da cobertura florestal para futuras gerações está, cada vez mais, tendo seus processos engessados. Com isso, o setor mostra que está na hora de repensar os modelos postos para equalizar, de forma segura para ambos, meio ambiente e produção”, disse Rafael Mason, presidente do CIPEM.

Durante os encontros, os participantes discutiram questões relacionadas ao licenciamento ambiental, controle do transporte da madeira, comercialização de produtos florestais, operação da indústria e processos de fiscalização.

Algumas das principais reclamações do setor foram recorrentes em todas as reuniões: problemas nos procedimentos de fiscalização e identificação de madeira, tanto de incompatibilidades de laudos na identificação das espécies florestais, quanto técnicos e de interpretação na nomenclatura dos produtos de origem florestal; erros de procedimentos e abuso de autoridade no momento das fiscalizações pelos órgãos ambientais e Polícia Rodoviária Federal; pouca informação sobre a migração do Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora) 2.0, da Sema-MT, e como se dará a integração com o Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor), do IBAMA.

Todos os pontos apresentados pelos empresários do setor florestal durante as reuniões foram discutidos, esclarecidos e registrados pela equipe do CIPEM para encaminhamentos futuros.

O Programa de capacitação em gestão florestal tem como principal objetivo levar informações qualificadas sobre o universo que envolve a atividade em Mato Grosso, proporcionando o aprimoramento da gestão florestal para o melhor atendimento das legislações em vigor. Busca ainda, discutir soluções estratégicas para os problemas gerados no desenvolvimento da atividade e, principalmente, demonstrar a sustentabilidade da atividade. Com isso, promove a melhoria na divulgação do setor florestal, propiciando abertura de mercado para a comercialização dos produtos e minimizando as inconsistências geradas no que se refere a imagem do setor no mercado externo.

A próxima etapa do Programa acontecerá em junho, com a realização de workshops.