ARIPUANÃ, Sábado, 22/09/2018 -

NOTÍCIA

Curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social do TCE tem 2.283 inscritos

Data: Segunda-feira, 12/03/2018 19:07
Fonte: Da Assessoria TCE-MT
Um total de 2.283 pessoas se inscreveram para o curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social, promovido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso, em parceria com a Universidade Federal. Dessas, 566 se autodeclararam membros de conselhos de políticas públicas e terão prioridade para participar. O curso oferece 1.000 vagas e será realizado na modalidade à distância. Quem não tiver a inscrição confirmada até o início das aulas, em 1º de abril, seguirá registrado no cadastro de reserva.
 
Desde o término das inscrições, no final de fevereiro, a Escola Superior de Contas do TCE-MT está contactando os inscritos que se autodeclararam membros de conselhos para confirmar os dados e garantir vagas para todos. As vagas restantes serão preenchidas pela ordem de inscrição, feita no portal da instituição. Mas além do critério de data de inscrição, a equipe da Escola de Contas dá preferência para quem ainda não fez o curso, que já teve duas edições.
 
Outra forma adotada pela Escola de Contas para garantir acesso ao curso para quem realmente tem interesse no tema é bloquear os inscritos que ficarem os dez primeiros dias sem acessar o sistema EAD. Nesses casos, a pessoa é automaticamente desabilitada e outra do cadastro de reserva é chamada. Essa é uma forma também de reduzir a evasão, bastante comum em cursos à distância.
 
Segundo a secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do TCE-MT, Cassyra Vuolo, responsável pelo EAD, o TCE tem adotado, com sucesso, diversas estratégias para reduzir a evasão, responsável pelo desperdício dos recursos públicos, financeiros e humanos. Ela conta que, das 2 mil pessoas que iniciaram o curso de extensão em 2015 e 2016, 1.412, ou 70%, concluíram, índice 'altíssimo' para cursos à distância. Outra estratégias são o método inovador e o acompanhamento de perto dos tutores.
 
As aulas começam em 1º de abril e prosseguem até 18 de junho, com um total de 100 horas/aula. Entre os assuntos abordados estão o funcionamento do Estado, as peças de planejamento e orçamentárias, como PPA e LOA, os instrumentos de fiscalização, e a relevância dos conselhos de políticas públicas, ressaltando, por exemplo, o que são e para que servem. Nesta edição, a secretária da SAI conta que o terceiro módulo foi ampliado para reforçar a criação, a composição e o funcionamento dos conselhos cuja existência é obrigatória, como os conselhos de educação, saúde , assistência social e alimentação escolar.
 
O curso de extensão é certificado pela Universidade Federal de Mato Grosso e registrado pelo Ministério da Educação.