ARIPUANÃ, Sábado, 15/12/2018 -

NOTÍCIA

SINFRA apreende 7 cabeças de gado em avenida de Juína

Data: Quinta-feira, 08/03/2018 19:30
Fonte: Juína News

A Secretaria de Infraestrutura (SINFRA), apreendeu nesta quarta-feira (07/02), 7 cabeças de gado que estavam soltos na Avenida JK em Juína, via pública que tem um tráfego intenso de carros, motocicletas e pedestres.

De acordo com o responsável pela apreensão dos animais, João Reis, secretário de infraestrutura, o proprietário do rebanho foi notificado e será penalizado pelo INDEA (Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso).

“Temos chamado sempre a atenção das pessoas a questão de animais soltos, isso está acontecendo constantemente e a gente tomou essa providência de apreender esses animais que estavam na avenida JK, correndo o risco de provocar acidentes com pessoas. Nós recolhemos esse gado e estivemos no Indea e o proprietário desse gado vai ter que se dirigir ao órgão para liberação dos animais e provavelmente vai ser penalizado.”

Segundo o secretário, todos os animais encontrados soltos em vias públicas, serão recolhidos e levados para a área da SINFRA, porque muitos proprietários de rebanho arcam com a multa, recolhem seus animais e depois voltam a deixá-los soltos em áreas urbanas.

“Nós temos denúncia de gado solto no bairro Palmiteira, Padre Duílio, São José Operário e alertamos sempre a população. Então agora quem deixar gado solto em vias públicas vão ter os animais recolhidos e serão penalizados, vão ter que pôr a mão no bolso para aprender. E a desculpa é sempre a mesma: ou cortaram ou arrebentaram a cerca onde os animais pastam.” –adianta.

De acordo com Nelci Marcos Correia, proprietário dos animais soltos nesta quarta-feira, o gado teria derrubado a cerca da área da qual é dono.

“A mulher tirou o leite e soltou as vacas, quando eu fui para casa à noite, me avisaram que os animais estavam soltos na rua, derrubaram a cerca. É um gado mansinho, não faz mal a ninguém, mas não pode estar na rua. Nós nunca deixamos o gado na rua, até porque sabemos do perigo de acidentes, é a primeira vez que eles escapam.” – alegou.

Quando a penalização aplicada pelo INDEA, ele disse que irá pagar. “É minha obrigação, não estou fugindo da razão, estou ciente da pena.” – disse.